Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Radio TugaNet

Uma Radio Com Gente Dentro Na Web Desde 2002 Estudios em Londres

Rádio TugaNet

28
Set20

Em pleno centro de Lisboa há quem ainda não tenha luz em casa

foto: atlaslisboa.com/

A Quinta do Ferro é um bairro que fica no centro de Lisboa. Os moradores descrevem-no como “assustador” e “uma miséria”. Neste bairro, há quem viva sem luz e ainda despeje os dejetos na rua como se fazia antigamente.

A agência Lusa foi ao local e viu moradores a despejar dejetos numa fossa, ou mesmo para a rua, uma vez que as suas casas não reúnem as condições básicas de saneamento.

Os moradores sentem-se abandonados e esquecidos, apesar de estarem na freguesia de São Vicente, perto do Bairro da Graça e de Santa Apolónia.

Rosa Gomes, da Associação Amigos da Quinta do Ferro, que junta proprietários e moradores, diz que as “principais dificuldades” sentidas no bairro são a falta de emprego e de uma “habitação condigna”.

“NÃO GOSTO DE VER AS PESSOAS VIVEREM AQUI SEM CASAS DE BANHO, SEM ÁGUA, SEM NENHUMA HIGIENE. ISSO PARA MIM É ASSUSTADOR NO SÉCULO XXI”, vinca.

O desejo de Rosa Gomes é ver a zona “como deve ser”, com um projeto de requalificação aprovado e que seja benéfico para proprietários e moradores.

O vereador do Urbanismo, Ricardo Veludo (Cidadãos por Lisboa), afirma que em 2019 o município transmitiu aos promotores do projeto a sua discordância com alguns pontos, solicitando a melhoria desses aspetos, algo que acabou por não acontecer.

Por isso, os serviços de Urbanismo desenvolveram um projeto de intervenção global, para todo o bairro, que está numa “fase final” e que o vereador espera poder apresentar aos moradores e proprietários ainda este ano, “para tentar resolver de forma adequada os problemas que ali existem”.

Segundo o autarca, o projeto da cooperativa mantinha “a zona mais pobre” da Quinta do Ferro, transformando “só uma parte do bairro”.

“NÃO POSSO CONCORDAR QUE O PROJETO NÃO INCLUA TODO O TERRITÓRIO. TEM DE ABRANGER TODO O TERRITÓRIO DA QUINTA DO FERRO E TEM DE O QUALIFICAR”, considera.

“E TODOS OS PROPRIETÁRIOS TÊM DE TER UM TRATAMENTO IGUAL EM TERMOS DE DIREITOS DE CONSTRUÇÃO, MAS TAMBÉM DE PARTICIPAÇÃO NOS CUSTOS”, acrescenta.

A solução tarda em chegar para os moradores que ambicionam viver em casas com condições dignas, numa zona de Lisboa que consideram ser “um sítio bonito para se viver”.

fonte: LUSA


Faça download da nossa app em:

(Android)
https://play.google.com/store/apps/details?id=tuganet.virtues.ag.appradio.pro

(Apple)
https://apps.apple.com/us/app/r%C3%A1dio-tuganet/id1478414062?l=pt

gosto botão