Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Radio TugaNet

Uma Radio Com Gente Dentro Na Web Desde 2002 Estudios em Londres

Rádio TugaNet

30
Abr20

Dia Internacional do Jazz

azz.jpg

 

Gosta de Jazz? Então não pode perder um concerto global ‘online’, com Herbie Hancock como anfitrião. O cartaz inclui John McLaughlin, Jane Monheit, Alune Wade, John Beasley, Ben Williams, Lizz Wright, John Scofield, Igor Butman, Evgeny Pobozhiy, Youn Sun Nah, A Bu, Dee Dee Bridgewater, Dianne Reeves e Joey DeFrancesco, entre outros. Tudo para celebrar o Dia Internacional do Jazz, que se assinala hoje.

O concerto, que deveria realizar-se na Cidade do Cabo, na África do Sul, passou para o digital, devido à pandemia de covid-19, da mesma maneira que múltiplas outras iniciativas de comemoração do jazz enquanto género musical e expressão artística.

“É da magia do jazz que precisamos agora, numa época em que todos somos lembrados da importância cardinal da música -- e das artes -- nas nossas vidas. Isto é particularmente verdade quanto ao jazz, que acompanhou os tormentos da escravatura e opressão para finalmente se tornar num símbolo de liberdade e da mistura de culturas”, afirma a directora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO, na sigla em inglês), Audrey Azoulay, num comunicado sobre o dia.

O concerto vai ter início às 19 horas de quinta-feira (20 horas em Lisboa), e será transmitido através da página da UNESCO.

Ao longo do dia, haverá várias actividades educativas, nas seis línguas oficiais das Nações Unidas, a que é possível aceder gratuitamente, também através da página da UNESCO.

A UNESCO e Herbie Hancock lançaram ainda um apelo a nível mundial para que fossem enviadas mensagens a expressar solidariedade para com todos aqueles que se viram atingidos pela pandemia de covid-19.

Em Portugal, segundo a página do Dia Internacional do Jazz, haverá também actividades inseridas na comemoração: o cantautor Bruno Walter Ferreira e o seu projecto BWF vão lançar o vídeo ‘Cantiga do Vírus’, a associação cultural Mákina de Cena, de Loulé, vai divulgar ‘online’ as gravações da residência artística West Sessions de 2018, a açoriana MiratecArts também vai assinalar o dia, enquanto o programa radiofónico ‘Os Sabores do Jazz’, na RDP Açores, também se vai dedicar ao dia internacional.

Noticia adaptada do site dnoticias.pt

24
Abr20

Rolling Stones lançam música inédita em 8 anos!

Os Rolling Stones lançaram um tema inédito chamado: Living in a ghost town, que foi gravado “durante este período de isolamento”, por causa da covid-19.

Living in a ghost town é o primeiro tema inédito da histórica banda britânica em oito anos e foi criado e gravado entre Los Angeles e Londres, com os quatro músicos recolhidos em isolamento e a trabalharem separadamente.

Mick Jagger, que compôs o tema com o guitarrista Keith Richards, explica que os Rolling Stones estavam em estúdio a trabalhar em novas canções ainda antes de acontecer a pandemia global da covid-19 e da quarentena decretada em vários países.

“Escolhemos esta canção há mais de um ano em Los Angeles, para fazer parte de um novo álbum, que estava em andamento, e depois aconteceu isto”, afirmou Keith Richards.

Apesar de terem já lançado dois temas novos numa compilação e de terem feito um álbum de versões de blues, o mais recente registo de originais dos Rolling Stones data de 2005, quando lançaram A Bigger Bang.

Noticia adaptada do site publico.pt imagem do site Blitz.

 

06
Abr20

Pink doa 1 milhão de dólares para ajudar no combate à covid-19

pink.png

 

A cantora Pink, testou positivo para a Covid-19, assim como o seu filho, Jameson, de três anos. Ambos sintomas da doença e, após fazerem o teste, a cantora acabou por acusar positivo.

Depois de duas semanas a recuperar, a cantora de 40 anos revelou que já está recuperada e a sua família, depois de fazerem novamente os testes, também receberam resultados negativos. 

“As pessoas precisam de saber que a doença afeta jovens e idosos, saudáveis e insalubres, ricos e pobres, e devemos tornar os testes gratuitos e mais acessíveis para proteger os nossos filhos, famílias, amigos e comunidades”. Ela ainda disse que considera um “fracasso absoluto” o facto de o governo americano não tornar os testes mais acessíveis. 

A artista revelou ter feito uma doação de um milhão de dólares para fundos de emergência relacionados com a pandemia, meio milhão ao Fundo de Emergência do Temple University Hospital, em Filadélfia, em homenagem à sua mãe, que lá trabalhou 18 anos, e outro 500 mil dólares para o Fundo de Crise de Emergência Covid-19 da câmara da cidade de Los Angeles.

Por fim, Pink agradeceu, no seu Instagram pessoal, aos profissionais de saúde que por todo o mundo lutam contra o vírus e reforçou o apelo a todos os cidadãos: “As próximas duas semanas são cruciais: por favor, fique em casa”.

noticia adaptada e imagem do site sol.sapo.pt

gosto botão